NOVIDADES

CONEXÃO AGRIHUB 17/08/2017 18:18 sistemafamato.org.br

Produtores e startups debatem desafios e soluções tecnológicas para o campo

Proporcionar o encontro de empreendedores, startups e lideranças do agronegócio foi o objetivo do Conexão AgriHub realizado no Sindicato Rural de Água Boa quarta-feira (16/08). O evento tem a finalidade de encontrar respostas para a inovação no campo e criar a oportunidade ideal para o produtor rural se atualizar e saber como se beneficiar das tendências tecnológicas do setor agropecuário.

“O objetivo do Conexão AgriHub é dar oportunidade para startups e produtores rurais conversarem e criarem esse network que é muito importante. O AgriHub veio para criar uma rede de inovação na agricultura e na pecuária que conecte produtores rurais às soluções desenvolvidas por startups voltadas para o agronegócio com abordagem especialmente pensada para a realidade de Mato Grosso”, informou o superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) Daniel Latorraca.
Durante o Conexão AgriHub foram debatidos os desafios e as soluções que os produtores esperam que as stratups resolvam. Os produtores também participaram da palestra sobre inovação na agricultura com o superintende do Imea e do pitch com os representantes das stratups Connectere, Jetbov e Farmtec. O pitch é uma apresentação rápida do negócio com o objetivo de despertar o interesse da outra parte para o serviço ou produto.
Giovani Zamboni da Jetbov disse que quem realmente sabe como funciona o dia-a-dia e os problemas do campo não é o prestador de serviço, pesquisador ou o desenvolvedor e sim o produtor rural que pisa na terra, suja o sapato na lama e enfrenta as dificuldades de frente. “Esse sim sabe da realidade do campo e nós temos que aprender com eles. Com isso, temos que trazer soluções para atender esse público específico, de acordo com o que foi apresentado por eles. Vir aqui e escutar esses homens do campo e desenvolver coisas que realmente vão fazer a diferença e sentido para eles é muito gratificante”, salientou Zamboni.
Zamboni contou que no time da Jetbov tem algumas pessoas que conhecem a parte de contabilidade e gestão financeira, porém no Conexão ele aprendeu que gestão financeira da fazenda não é tão parecida com a gestão de uma empresa de outro ramo de atividade. “Aqui aprendi o que realmente é interessante e necessário para eles. Hoje é o custeio, ou seja, é ter o custo de produção na mão, porque infelizmente o produtor não tem o controle sobre o preço de venda. A única coisa que ele pode controlar é o custo dele, então o desafio é tentar diminuir esse custo para ter maior margem de lucratividade”, esclareceu.
Compartilhando da mesma opinião de Zamboni, o empreendedor da Farmtec Tiago José Goulart afirmou que ouvir o agricultor é fundamental. “Nada melhor do que ouvir os agricultores e pecuaristas, isso certamente é algo esplendoroso para nós empreendedores, pois a partir de agora é possível ter uma visão mais precisa das oportunidades de negócios aqui na região”, disse Goulart. 
O produtor rural Cesar Giacomolli, que participa pela segunda vez de um evento tecnológico de iniciativa do Sistema Famato, contou que a experiência veio em momento muito oportuno. “Estamos sempre muito preocupados em produzir e fazemos isso muito bem da porteira para dentro, mas quando a gente fala em custos, manejo com planilhas e softwares para controlar os nossos custos ainda temos um pouco de limitação e esse projeto do Sistema Famato, o AgriHub, está ajudando muito o produtor trazendo essas empresas com propostas inovadoras. Eu mesmo conversei com eles e tive a oportunidade de conhecer sistemas de controle financeiro, controle de aferição de máquinas agrícolas, como também exemplos de pulverizadores. Essa iniciativa nos fez enxergar o tanto que estamos perdendo de não usar essas novas tecnologias”, contou Giacomolli.   
Para o presidente do Sindicato Rural de Água Boa Antônio Fernandes, esse espaço de encontro com formato moderno e dinâmico, onde os produtores apresentaram as dificuldades que enfrentam diariamente no campo possibilitou às startups uma nova visão de negócios com a possibilidade de adotarem soluções específicas para cada propriedade. “Estamos esperançosos que esse projeto vai trazer para os produtores de Água Boa a solução para os problemas detectados da porteira a dentro das fazendas, inclusive muitos deles já se colocaram à disposição para os testes”, anunciou o presidente do sindicato.
Fernandes destacou ainda que o AgriHub é um projeto novo para os produtores, porém tem tido boa aceitação na região. “A princípio o projeto causou um certo espanto nos produtores, até porque os agricultores não tinham tanta informação, porém o AgriHub trouxe esse esclarecimento desde a primeira visita aqui no município, em abril deste ano, e daí então estamos abertos às tecnologias e até mesmo para abrir as portas das nossas propriedades rurais para experimentar soluções desenvolvidas por eles”, descreveu Fernandes.
AgriHub – É uma rede de inovação em agricultura e pecuária que identifica as necessidades dos produtores e os conecta a startups, mentores, empresas, pesquisadores e investidores. O projeto é uma iniciativa da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).
O próximo Conexão AgriHub será no município de Campo Novo do Parecis, dia 23 de agosto, no parque de exposições do município.
 


Fonte: Ascom Famato


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo