NOVIDADES

INTERNET 26/10/2017 18:49 Ascom Famato

AgriHub é apresentado em evento de lançamento da rede Internet das Coisas

O superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) Daniel Latorraca apresentou nesta quinta-feira (26/10) o projeto AgriHub durante o lançamento da rede para conectividade dedicada à Internet das Coisas (IoT) para o agronegócio, conduzida pela WND Brasil.

O projeto AgriHub é uma rede que conecta produtores rurais às tecnologias desenvolvidas para o agronegócio. O objetivo é buscar soluções customizadas para os problemas do agro de Mato Grosso.

Em sua palestra, Latorraca destacou os trabalhos que vem sendo desenvolvidos pelo projeto. Entre eles está o levantamento de informações dos principais problemas dos produtores que fazem parte da rede de Fazendas Alfa. O acesso à internet é um deles.

"Desde o início do ano estamos tentando entender os principais problemas do produtor no campo pelo AgriHub e o que ele precisa para entrar na era digital. A internet ainda é um dos gargalos do campo. O lançamento dessa rede de Internet das Coisas é importante para termos a conectividade que precisamos no campo", avalia. 

A rede de conectividade focada no agronegócio, lançada hoje (26) pela WND Brasil durante o evento, irá permitir o desenvolvimento e a adoção de uma série de aplicações para trazer benefícios e, principalmente, maior produtividade ao campo.

A Internet das Coisas dedicada ao agro permite, por exemplo, a conexão de sensores que transmitem informações sobre as mais diversas atividades, como por exemplo, identificação da umidade de uma área ou terreno, a localização de máquinas e animais, condições atmosféricas, condições para semeadura e colheita, entre outros. Os dados colhidos pelos sensores são fundamentais para aplicações e processos na agricultura de precisão.

Lançamento - A nova rede para conectividade dedicada à Internet das Coisas para o agronegócio lançada hoje pela WND Brasil já beneficia as cidades de Cuiabá, Rondonópolis, Sorriso, Cáceres, Sinop e Nova Mutum e segue sendo ampliada. Em todo o Brasil, a rede da WND Brasil atende a mais de 80 milhões de pessoas.

É uma rede pública que pode ser acessada por qualquer dispositivo com chip Sigfox, e está disponível em mais de 100 cidades brasileiras, além das 12 principais regiões metropolitanas do país. Com tecnologia Low Power Wide Area (LPWA), a rede alia baixo custo de conexão, baixo consumo de energia e longo alcance, três importantes diferenciais que permitem a implantação massiva de soluções de internet das coisas em diversos setores da economia.

"Oferecer conectividade para soluções de Internet das Coisas para o agronegócio é prioridade para a WND Brasil", afirma o CEO da empresa, Francisco Cavalcanti. O COO do Grupo WND, Alexandre Reis, ressalta que baixo custo de conexão, baixo consumo de energia e longo alcance são diferenciais que podem impactar de forma muito positiva os negócios no agro brasileiro. "Nossa rede está pronta para ajudar", afirma o executivo.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo